June 1st, 2010

Direcione Sua Mensagem

A escola de meu filho, um colégio tradicional de São Paulo, recentemente promoveu uma campanha sobre segurança no trânsito.Folheto bonito, faixas inspiradoras nos estacionamentos. Infelizmente, nesta manhã, eu observava que os motoristas continuavam cruzando entre as vagas ao lado dos veículos estacionados para ganhar um segundo, ao invés de dar a volta pelo caminho normal. Obviamente, a primeira criança que abrir uma porta mais apressadamente vai ser atropelada.

Por que uma campanha tão bem-feita tem resultado zero? Se pensarmos um pouco, a razão talvez seja um dos problemas mais comuns do marketing e da comunicação: falta de objetividade. Campanhas para “salvar o planeta”, viver com saúde, ser “cool”. No final, o que significa isso para uma sociedade que anda correndo de um lado para o outro, bombardeada com milhões de mensagens todos os dias? Nada.

Por que, ao invés de salvar o planeta, não temos mensagens sobre não jogar lixo pela janela do carro? Desde que começaram a “salvar o planeta”, nunca mais se falou dos lixões ou do rio Tietê. Por que, ao invés de dizer que o banco nem parece banco, não temos uma boa razão para usar a dito cujo? Hello Moto? Tchau, Moto; me passe o meu Iphone.

Eu me lembro de uma placa em Nova Iorque: “Não pare aqui. That means you ! (é, você mesmo).” Precisamos urgentemente de mensagens mais diretas. Quanto mais distantes as áreas de marketing e a liderança da empresa ficam do mercado, mais abstratas e “estéticas” ficam as campanhas, e menos efeito elas produzem. Geralmente são campanhas que todo mundo elogia, menos os vendedores da empresa.

Portanto, trabalhe com uma mensagem objetiva. Sim, estou falando com você !

Artigos . Blog . Marketing